Em formação

Nome desta pomba preta e branca


Eu localizei esta pomba em um parque. Foi forrageando entre pombas rochosas, gaivotas, íbis e alguns outros.

Parece semelhante ao Pied Rock Doves, mas não tenho certeza se isso está correto.

Alguma ideia de qual é o nome desta pomba?


É uma versão malhada do Rock Pigeon (Columbia Livia), também conhecido como Rock Dove. De acordo com o Laboratório de Ornitologia Cornell, a variedade de pombo-da-rocha é aquela de qualquer cor que tenha manchas brancas no corpo. Acho que se encaixa muito bem no seu pássaro. Não é uma espécie diferente, mas apenas uma das várias variedades de cores do Rock Pigeon.

Se você não está familiarizado com o site de Cornell e gosta de pássaros, o site All About Birds é muito bom.


Também chamado de Malhado (abreviado como mencionado acima). É uma mutação bastante comum entre diferentes animais. Cães, veados e cobras, como a píton bola, apresentam essa característica. Então, sim, seu pássaro ainda é uma pomba.


  1. Eles têm a habilidade única entre os polinizadores de abrir as flores da árvore viajante. Enquanto os lêmures se beneficiam comendo o néctar dentro das flores, a árvore se beneficia da polinização que ocorre quando o pólen gruda nas faces dos lêmures e é transportado para a próxima árvore.
  • Menor preocupação
  • Quase ameaçada
  • Vulnerável
  • Ameaçadas de extinção
  • Em perigo crítico
  • Extinto na Natureza
  • Extinto
  • Dados Deficientes
  • Não avaliado

Pássaros Negros

Existem algumas famílias de pássaros que são conhecidas pela cor. Os pássaros pretos não são exceção. Existem vários tipos de pássaros que se enquadram nessa categoria.

Dos grandes corvos e corvos aos grackles de tamanho médio e aos pássaros menores, como melros, pássaros-chupins e estorninhos. Todas essas aves são encontradas principalmente nos campos e às vezes na floresta. Os corvos e os estorninhos ficam mais confortáveis ​​perto das pessoas e também podem ser encontrados nas cidades.

Alguns pássaros pretos são mais agressivos e temidos por outros pássaros. Os corvos e corvos são necrófagos que se alimentam de carniça e colheitas agrícolas. Os melros, pássaros-chupins e os estorninhos preferem insetos e produtos agrícolas, como o trigo e outros tipos de cereais.

Há uma percepção geral de que, como esses pássaros se alimentam de plantações e são desencorajados com esse ato, eles se tornaram mais conscientes da humanidade e desenvolveram diferentes métodos de evitar as pessoas e são considerados mais inteligentes do que a maioria dos outros tipos de pássaros.

Referências a outros sites de pássaros:

Esses são links para sites pertencentes a diferentes instituições, sociedades e organizações de observação de pássaros aqui na América do Norte. Alguns desses mesmos locais são uma grande vantagem para a busca de conhecimento sobre aves em outras regiões do mundo. Cada um desses links oferece ao usuário diferentes métodos para identificar as aves, seja por regiões, habitat, aparência ou talvez cor. Estão incluídos conhecimentos sobre as possibilidades de onde e quais pássaros podem estar presentes.

Hinterland Who's Who Bem-vindo ao site da Hinterland Who's Who Tudo começou em 1963, com vinhetas em preto e branco sobre o mergulhão, o alce, o gannet e o castor. Por mais de 50 anos, Hinterland Who’s Who tem orgulhosamente trazido a icônica vida selvagem do Canadá diretamente para as casas dos canadenses. Relançada em 2003, a nova série serve para reconstruir a conexão que milhares de espectadores fizeram com a vida selvagem por meio da série original. Bem-vindo ao nosso novo website! Dê uma olhada e aprenda como você pode ajudar a garantir que a vida selvagem continue fazendo parte do que significa ser canadense.

Avibase - o banco de dados mundial de aves Este site fornece ao usuário uma lista completa de espécies de aves, dividida por país, ou no exemplo dos EUA ou Canadá, por estado e província. Aqui, nomes de espécies de pássaros estão disponíveis em outros idiomas, um grande recurso para ser usado como uma tradução de nomes de pássaros estrangeiros.

ABA - American Birding Association Este site representa uma organização que mantém registros oficiais de todas as espécies de aves que foram comprovadamente vistas dentro dos perímetros do continente norte-americano e nos corpos d'água circunvizinhos. Versões revisadas regulares são publicadas para manter a lista de pássaros atualizada o tempo todo. Esta é a lista usada por todos os observadores sérios de pássaros ao longo de suas vidas. Você deve estar ciente do filme chamado "Grande Ano". Foi com essa lista que todos os observadores de pássaros competidores usaram na tentativa de estabelecer um novo recorde de quantas espécies de pássaros podem ser vistas por um observador individual em um ano civil.

A descrição a seguir foi retirada da página inicial do AOS.

AOS - The American Ornitholgy Society é uma sociedade internacional dedicada a promover a compreensão científica das aves, enriquecendo a ornitologia como profissão e promovendo uma base científica rigorosa para a conservação das aves. Como uma das maiores e mais antigas sociedades ornitológicas do mundo, a AOS produz publicações científicas da mais alta qualidade, hospeda reuniões intelectualmente envolventes e profissionalmente vitais, atende ornitólogos em todos os estágios de carreira, busca uma perspectiva global e informa políticas públicas sobre todas as questões importantes para a ornitologia e coleções ornitológicas. A AOS se distingue por sua enorme experiência coletiva, incluindo cientistas eminentes, profissionais da conservação, inovadores em início de carreira e estudantes.

ABC - American Bird Conservancy É uma organização que começou na Europa e agora é formada na América do Norte na década de 1990. Baseia seu objetivo em quatro abordagens: interromper extinções, proteger o habitat, eliminar ameaças e aumentar a capacidade. Uma das formas de atingir esses objetivos é comprar e arrendar terras ao redor de terras já protegidas e criar zonas de segurança maiores para todos os seus habitantes.

eBird - oCornellLab of Ornithology eBird é obrigatório para qualquer pessoa que se interesse por pássaros. Este site permite que os usuários se cadastrem e participem do registro das aves avistadas diariamente, bem como da localização, para qualquer espécie de ave avistada no mundo. Além disso, os usuários podem usar os dados existentes para pesquisar a localização de espécies de aves ao longo do ano. Por meio de filtros, é possível determinar informações sobre os movimentos. As fotos podem ser adicionadas para identificar pássaros individuais. O padrão de migração pode ser calculado usando informações por meses ou anos, conforme necessário. Mapas de distribuição podem ser verificados, permitindo que os usuários vejam onde a presença de espécies individuais de pássaros é esperada em certas épocas do ano.

NA - National Geographic A Society of National Geographic fornece alguns dos melhores livros disponíveis para aqueles que têm interesse em pássaros. O livro chamado & quotThe Complete Birds of North America & quot, é um livro recomendado para fazer parte de qualquer biblioteca de observadores de pássaros. Este livro cobre todas as espécies nativas e errantes de aves vistas no continente norte-americano. Ele fornece informações sobre todas as aves listadas na lista de aves da ABA. Este livro apresenta grandes detalhes, descrevendo as espécies individuais e suas raças. Além disso, o site deles fornece informações maravilhosas relativas a muitos artigos sobre a natureza.

NAC - National Audubon Society A National Audubon Society é a organização mais antiga da América do Norte. Foi formado inicialmente para a preservação de garças e garças e limícolas, que eram caçadas e mortas, para que suas penas pudessem ser utilizadas na indústria de confecções. Hoje, existem muitos capítulos do NAS em todo o continente e todos os grupos individuais têm um objetivo comum, educar o público. Ao fazer isso, conscientizamos os pássaros e seus apuros. Eles foram a força motriz na promoção das leis internacionais originais, protegendo as aves migratórias. Hoje, seu site disponibiliza informações sobre artigos, imagens e sons, relativos a todas as aves nativas vistas na América do Norte.

Espero que você aproveite esses sites sugeridos. Usei cada um deles, de uma forma ou de outra, ao longo dos anos em minha busca para melhor identificar e compreender nossos amigos de penas.


Cores Coordenadas

White Dove combina com praticamente qualquer coisa, embora faça par com alguns tons melhor do que outros. Benjamin Moore recomenda:

Outros que vão com ele incluem alguns dos meus outros tons favoritos, incluindo:

Uma nota sobre acabamento e paredes: usar o mesmo branco para os dois funciona muito bem, especialmente para a pomba branca.

Você pode usar acabamentos diferentes para criar uma variação na aparência. Um acabamento semibrilhante ou brilhante fará com que o acabamento branco pareça mais brilhante do que um acabamento mais plano, como uma casca de ovo.

Outra coisa a levar em consideração é se outros brancos estão sendo usados ​​na sala, como eletrodomésticos. Na cozinha, White Dove geralmente fica melhor com eletrodomésticos de aço inoxidável.


Eurasian Collared-Doves continuam a expandir seu alcance e agora podem ser encontrados em grande parte do país. Se você vive na área de distribuição desta espécie, mas ainda não a identificou, dê uma segunda olhada em suas Pombas de Luto: procure as manchas brancas proeminentes da pomba-coleira na cauda, ​​asas com pontas escuras e o colarinho preto na nuca do pescoço, bem como o tamanho geral mais corpulento. A pomba-coleira triste koo-KOO-kook O chamado é mais curto, mais impaciente e mais frequente do que o da Pomba de Luto.

As pombas-colares eurasianas vêm prontamente para semear e produzir grãos, particularmente painço, espalhado no solo ou colocado em alimentadores de plataforma. Freqüentemente, eles fazem seus ninhos perto de casas e outras áreas desenvolvidas, onde o alimento está facilmente disponível. Descubra mais sobre o que este pássaro gosta de comer e qual é o melhor comedouro, usando a lista de pássaros do Project FeederWatch Common Feeder Birds.


Códigos de pássaros de quatro letras (FLBC)

Códigos de quatro letras são comumente (e muitas vezes incorretamente) usados ​​como uma forma abreviada de escrever o nome de um pássaro. Dois conjuntos diferentes de códigos estão em uso. Os primeiros códigos foram criados pelo Bird Banding Laboratory (BBL) para uso por anilhadores na apresentação de dados. Consequentemente, os códigos são freqüentemente referidos como & ldcódigos de quobanding & rdquo. Um conjunto ligeiramente diferente de códigos foi publicado pelo Institute for Bird Populations (IBP).

Os códigos básicos foram derivados de um conjunto simples de regras para reduzir um nome a quatro letras. Um grande problema é que as regras podem criar & ldquocollisions & rdquo casos em que dois (ou mais) nomes diferentes reduzem-se às mesmas quatro letras. Nestes casos, diferentes códigos tiveram que ser criados ad hoc. Infelizmente, se você quiser usar os códigos, você simplesmente deve memorizar os casos especiais - não há como contornar isso. Pior, os conjuntos de códigos BBL e IBP diferem em alguns desses códigos ad hoc.

Eu prego contra o uso de códigos de banda por duas razões principais: eles são uma barreira contra a comunicação com o público em geral, e estão sujeitos a erros & mdash; você estava pensando quando gravou uma observação do REHA.

No entanto, o oposto exato do uso público ou de longo prazo é o uso privado de curto prazo, e os códigos de banda podem ser uma excelente economia de tempo para tal uso. O principal exemplo disso é a entrada de dados em um programa como o eBird. Eu recomendo fortemente aprender os códigos de banda para a entrada de dados do eBird, especialmente se você usar o aplicativo móvel. Sua velocidade de entrada de dados aumenta muito quando você usa códigos de banda no eBird. Além disso, no eBird você nem precisa aprender os códigos de caso especiais, você pode apenas usar as regras básicas que eu descrevo aqui, e se você encontrar uma espécie cujo código seja ambíguo, o eBird apresentará a você a escolha.

Aqui está um resumo das regras básicas:

  1. Se o nome for uma palavra, o código terá as primeiras quatro letras.
  2. Se o nome tiver duas palavras sem hifenização, o código será as duas primeiras letras de cada palavra.
  3. Se o nome tiver três palavras, o código será a primeira letra de cada uma das duas primeiras palavras e as duas primeiras letras da terceira palavra. Um nome de três palavras hifenizadas é tratado da mesma maneira.
  4. Se o nome for uma palavra e um par de palavras hifenizadas, o código será as duas primeiras letras da palavra não hifenizada e a primeira letra de cada uma das palavras hifenizadas.

Palavra hifenizada primeiro (codificada essencialmente da mesma forma que um nome de três palavras):

Existem muito poucos nomes de pássaros em que a primeira palavra contém duas letras maiúsculas. Essas palavras são tratadas como uma palavra hifenizada:

Uma nota de rodapé: As regras acima descrevem como os códigos BBL atuais foram gerados. Voltei e li o artigo de 1978 de Klimkiewicz e Robbins, onde as primeiras regras para códigos de banda foram publicadas, e essas regras são um pouco diferentes. No entanto, a nomenclatura também era bem diferente. Não sei a origem das regras de hoje.

Não existem regras publicadas para resolver colisões no sistema BBL, mas observei os padrões abaixo. Primeiro, observe que as regras básicas para nomes de duas ou três palavras dividem o nome em um & ldquofirst name & rdquo e & ldquolast name & rdquo, ou nome específico e nome do grupo, e o nome específico sempre recebe duas letras e o nome do grupo duas letras. A maioria dos casos ad hoc divergem dessa divisão igual entre o nome específico e o nome do grupo.

  • A maneira mais comum de resolver uma colisão é pegar três letras do nome específico e apenas uma letra do nome do grupo. Por exemplo, Carolina Wren, Cactus Wren e Canyon Wren se reduzem a CAWR, então códigos exclusivos foram obtidos pegando três letras do nome específico e apenas o W de Wren: CARW, CACW e CANW.
  • Quando a regra acima ainda não fornece códigos exclusivos, o código pode ser feito usando apenas uma letra do nome específico e três letras do nome do grupo. Por exemplo, Northern Shoveler e Northern Shrike reduzem a NOSH pelas regras básicas, ou NORS pela regra acima, então os códigos reais são NSHO e NSHR.
  • Se as duas regras acima ainda não conseguirem criar códigos exclusivos, outra possibilidade é usar a primeira e a última letras do nome específico em vez das duas primeiras. Assim, os códigos para Coruja barrada e Coruja-das-torres são BDOW e BNOW.
  • A abordagem & ldquolast letter & rdquo também é usada em alguns nomes de quatro palavras. Por exemplo, Black-throated Green Warbler é BTNW e Black-throated Grey Warbler é BTYW, usando a última letra da palavra distintiva.
  • Existem alguns casos que não se enquadram em nenhuma dessas regras, por exemplo BRNG para Barnacle Goose e BAGO para Barrow's Goldeneye.

Quando os códigos colidem, geralmente todas as espécies envolvidas assumem códigos ad hoc. Mas em alguns casos em que uma espécie é rara ou tem uma distribuição limitada e a outra é mais comum ou mais amplamente distribuída, o código ad hoc pode ser usado apenas para as espécies menos comuns. Isso é ilustrado pelo último exemplo acima, onde Barrow's Goldeneye mantém o código básico BAGO, embora possa ser confundido com Barnacle Goose, que obtém um código ad hoc.

Alguns problemas específicos com os códigos BBL estão relacionados à finalidade principal de formação de faixas. Para algumas espécies, nenhum código oficial é fornecido. Por exemplo, o BBL não supervisiona a anilhamento de pássaros galináceos, portanto, não fornece nenhum código para eles. Além disso, eles tendem a reter códigos estabelecidos em vez de atualizá-los conforme alterações de nomenclatura. Por exemplo, eles retêm o CAGO para o Ganso do Canadá, embora Cackling Goose seja agora reconhecido como uma espécie. E às vezes eles fornecem apenas códigos específicos para formas reconhecíveis, em vez de um código geral para uma espécie. Por exemplo, eles têm vários códigos para várias formas de Ganso da Neve, mas SNGO não é um código oficial para a espécie. Os códigos do IBP tratam desses problemas.

Como você pode ver, há muitos motivos para não usar esses códigos. A principal razão é que eles são uma barreira à comunicação com pessoas que não conhecem os códigos. Outra razão é que você provavelmente cometerá erros e, anos depois, ao consultar suas anotações, poderá ficar inseguro de que espécie realmente se referia. No entanto, você não pode impedir as pessoas de usar os códigos, então é melhor tentar aprendê-los. Sugiro que o uso mais apropriado dos códigos seja para fazer anotações de campo rapidamente, que você transcreverá antes de esquecer o que quis dizer (e não usará para se comunicar com outras pessoas). Se você já é um usuário dos códigos, prevejo que, se estudar a tabela com cuidado, descobrirá pelo menos algumas espécies para as quais está usando os códigos errados.

A tabela abaixo lista uma sugestão de código para cada espécie que pode ser registrada nas Carolinas. Este código é o código BBL ou, se nenhum for fornecido, o código IBP. Se o código for um código ad hoc em vez de um código proveniente da aplicação das regras básicas, haverá um asterisco na coluna Exceção. Se o código ad hoc IBP for diferente daquele da BBL, ele será listado no Alt. coluna de código. Para códigos ad hoc, o motivo pelo qual o código básico não pode ser usado é explicado na coluna Conflito com. O código para as espécies em conflito também é fornecido lá.

Tanto a BBL quanto a IBP listam vários códigos para outras formas reconhecíveis além das espécies. Alguns deles estão listados em uma segunda tabela, consulte as fontes originais para outros.

NomeExceçãoCódigoAlt. CódigoConflito comComente
Pato-assobio-de-barriga-preta BBWD
Fulvous Whistling-Duck FUWD
Grande Ganso-de-testa-branca GWFG
Ganso da neve SNGO BBL usa códigos específicos para diferentes formas de Snow Goose
Ganso de ross ROGO
Brant FARELO BBL usa ATBR para Atlantic Brant
Barnacle Goose*BRNGBARGGoldeneye BAGO do Barrow
Ganso cacarejante*CACG Canadá Goose CANG
Ganso canadense*CAGOCANGCackling Goose CACG
Cisne Mudo MUSW
Cisne de trompetista*TRUS Tree Andorinha TRES
Tundra Swan TUSW BBL usa WHSW para Whistling Swan
Pato-Madeira WODU
Gadwall GADW
Eurasian Wigeon EUWI
American Wigeon AMWI
Pato preto americano ABDU
Mallard SHOPPING
Pato Mosqueado MODU
Azul-marinho-de-asa-azul BWTE
Cinnamon Teal CITAR
Pegadeira do Norte*NSHO Picanço do Norte NSHR
Arrabio do Norte NOPI
Arrabio de bochechas brancas*CHICOTEWCHPPombo-de-coroa-branca WCPI
Garganey GARG
Verde-azulado GWTE BBL usa AGWT para American Green-winged Teal
Canvasback CANV
Ruiva REDH
Pato-de-pescoço-redondo RNDU
Pato Tufado TUDU
Grande Scaup GRSC
Scaup Menor LESC
Rei Êider KIEI
Eider Comum COEI
Pato arlequim*DUROHADUPato Havaiano HAWD
Surf Scoter SUSC
Scoter de asa branca WWSC
Black Scoter BLSC
Pato-de-cauda-comprida LTDU
Bufflehead BUFF
Goldeneye comum COGO
Pato-mergulhão CASA
Pato-mergulhão VIR
Pato-mergulhão RBME
Pato mascarado MADU
Pato Ruddy RUDU
Bobwhite do Norte NOBO BBL não fornece códigos para aves galináceas
Faisão de pescoço anelado*RNEP Falaropo de pescoço vermelho RNPHBBL não fornece códigos para aves galináceas
Tetraz Ruffed RUGR BBL não fornece códigos para aves galináceas
Peru selvagem WITU BBL não fornece códigos para aves galináceas
Loon de garganta vermelha RTLO
Pacific Loon PALO
Loon Comum COLO
Mergulhão-de-bico-vermelho PBGR
Mergulhão com chifres HOGR
Mergulhão de pescoço vermelho RNGR
Mergulhão orelhudo EAGR
Mergulhão Ocidental WEGR
Mergulhão de Clark CLGR
Albatroz-de-nariz-amarelo YNAL
Albatroz-de-sobrancelha negra BBAL
Fulmar do Norte NOFU
Herald Petrel HEPE BBL não fornece código
Petrel de Fea FEPE BBL não fornece código
Bermuda Petrel BEPE BBL não fornece código
Petrel de capa preta BCPE
Bulwer's Petrel BUPE
Cagarra COSH
Cagarra de Cabo Verde CVSH BBL não fornece código
Great Shearwater GRSH
Sooty Shearwater SOSH
Manx Shearwater MASH
Cagarra de Audubon AUSH
Little Shearwater LISH
Storm-Petrel de Wilson WISP
Tempestade-de-cara-branca WFSP
Tempestade-Petrel Europeia EUSP BBL não fornece código
Tempestade de barriga preta BBSP BBL não fornece código
Storm-Petrel de Swinhoe*SSTP Swamp Sparrow SWSPBBL não fornece código
Storm-Petrel de Leach*LHSPLESPLeast Storm-Petrel LTSP
Storm-Petrel de band-rumped*BANPBSTPBrewer's Sparrow BRSP
Tropicbird de cauda branca WTTR
Tropicbird-de-bico-vermelho RBTR
Booby Mascarado MABO
Brown Booby BRBO
Patola-de-pés-vermelhos RFBO
Gannet do Norte NOGA
Pelicano branco americano AWPE
Pelicano Castanho BRPE
Corvo-marinho-de-crista dupla DCCO
Grande Cormorant GRCO
Anhinga ANHI
Fragata Magnífica MAFR
American Bittern AMBI
Mínimo Bittern LEBI
Garça-real GBHE
Garça-branca-grande GREG
Garça-branca SNEG
Garça-real LBHE
Garça Tricolor TRHE
Garça avermelhada REEG
Garça-vaqueira CAEG
Garça-real GRHE
Garça-da-noite-de-coroa-negra BCNH
Garça-da-noite-de-coroa-amarela YCNH
Íbis brancos WHIB
Íbis brilhantes GLIB
Íbis de rosto branco WFIB
Colhereiro ROSP
Cegonha de madeira WOST
Abutre preto BLVU
Urubu TUVU
Osprey OSPR
Papagaio de andorinha STKI
Kite-de-cauda-branca WTKI
Caracol Kite SNKI
Mississippi Kite MIKI
Águia careca BAEA
Harrier do Norte NÃO HA
Hawk de canela afiada SSHA
Cooper's Hawk COHA
Açor do Norte NÃO VÁ
Falcão de ombros vermelhos RSHA
Falcão-de-asa-larga BWHA
Swainson's Hawk SWHA
Falcão de cauda vermelha RTHA
Falcão de pernas ásperas RLHA
Águia dourada GOEA
Peneireiro-americano AMKE
Merlin ACEL
Gyrfalcon GYRF
Falcão peregrino PEFA
Yellow Rail YERA
Black Rail BLRA
Clapper Rail CLRA
King Rail KIRA
Virginia Rail VIRA
Sora SORA
Gallinule Roxo PUGA
Gallinule Comum COGA Recentemente dividido de Common Moorhen (COMO).
American Coot AMCO
Limpkin LIMP
Sandhill Crane SACR
Guindaste gigante WHCR
Abibe do norte NOLA
Tarambola-de-barriga-preta BBPL
Tarambola-dourada americana AMGP
Tarambola-das-neves SNPL
Tarambola de Wilson WIPL
Tarambola-anelada-comum CRPL
Tarambola Semipalmada SEPL
Tarambola PIPL
Assassino MATAR
Tarambola-da-montanha MOPL Anteriormente MOUP devido ao conflito com a Tarambola-da-Mongólia, agora chamada de Tarambola-de-areia-pequena
American Oystercatcher AMOY
Perna-longa-de-pescoço-preto BNST
American Avocet AMAV
Sandpiper Manchado SPSA
Solitary Sandpiper SOSA
Redshank manchado SPRE BBL não fornece código
Grande Pernas Amarelas GRYE
Willet VAI
Pernas Amarelas Menores LEYE
Upland Sandpiper UPSA
Maçarico esquimó ESCU BBL não fornece código
Whimbrel CAPRICHO
Maçarico-real-de-bico-comprido LBCU
Godwit-de-cauda-negra*BLAGBTGDLimusinha-de-cauda-barra BARG
Hudsonian Godwit HUGO
Godwit rabo de barra*BARGBTGOGodwit de cauda negra BTGO
Marmoreado MAGO
Ruddy Turnstone RUTU
Nó Vermelho REKN
Sanderling AREIA
Sandpiper Semipalmado SESA
Sandpiper Ocidental WESA
Stint de pescoço vermelho RNST
Little Stint LISTA BBL não fornece código
Least Sandpiper LESA
Sandpiper White-rumped WRSA
Baird's Sandpiper BASA
Maçarico peitoral PESA
Sandpiper de cauda afiada*SHASSPTSStilt Sandpiper STSA
Sandpiper Roxo PUSA
Dunlin DUNL
Maçarico-real CUSA
Stilt Sandpiper STSA
Sandpiper de peito amarelo BBSA
Ruff RUFF
Dowitcher de bico curto SBDO
Dowitcher de bico longo LBDO
Wilson's Snipe WISN Anteriormente COSN para Common Snipe
Galinhola americana AMWO
Falaropo de Wilson WIPH
Falaropo de pescoço vermelho RNPH
Falaropo Vermelho REPH
Kittiwake de pernas pretas BLKI
Gaivota de Sabine SAGU
Gaivota de Bonaparte BOGU
Gaivota de cabeça preta BHGU
Gaivota LIGU
Gaivota Rindo LAGU
Gaivota de franklin FRGU
Gaivota-de-cauda-negra BTGU Gaivota-de-cauda-bandada BTGU (agora chamada de Gaivota de Belcher)
Mew Gull MEGU
Gaivota de bico redondo RBGU
Gaivota californiana CAGU
Gaivota Herring*HERG Gaivota de Heermann HEEG
Gaivota de patas amarelas YLGU BBL não fornece código
Gaivota de Thayer THGU
Gaivota islandesa ICGU
Gaivota-de-dorso-preto-pequeno LBBG
Gaivota-de-dorso SBGU
Glaucous Gull GLGU
Grande gaivota de dorso negro GBBG
Brown Noddy BRNO
Sooty Tern SOTE
Andorinha-do-mato BRTE
Menor Andorinha LETE
Andorinha-do-mar GBTE
Andorinha-do-mar Cáspio CATE
Andorinha-do-mar BLTE
Andorinha-do-mar-de-asa-branca WWTE
Roseate Tern*ROST Royal Tern ROYT
Andorinha-do-mar COTE
Andorinha do mar ártica ARTE
Andorinha-do-mar de Forster FOTE
Royal Tern*ROYT Roseate Tern ROST
Andorinha-do-mar SACIAR
Black Skimmer BLSK
Grande Skua GRSK
South Polar Skua SPSK
Pomarine Jaeger POJA
Jaeger parasita PAJA
Jaeger de cauda longa LTJA
Dovekie POMBA
Murre Comum COMU
Murre de bico grosso TBMU
Razorbill RAZO
Guillemot Preto BLGU
Murrelet de bico longo LBMU
Atlantic Puffin ATPU
Rock Pigeon ROPI
Pombo Band-tailed BTPI
Eurasian Collared-Dove*ECDOEUCD ECDO não segue as regras para formar um código
Pomba de asa branca WWDO
Pomba de luto MODO
Pombo passageiro PAPI
Pomba de terreno comum COGD Anteriormente pomba-terrestre comum
Periquito Monge MOPA
Carolina Periquito CAPA
Cuco-de-bico-amarelo YBCU
Cuco-de-bico-preto BBCU
Ani de bico liso SBAN
Groove-billed Ani GBAN
Coruja de celeiro*BNOWBANOCoruja barrada BDOW
Coruja-guincho oriental EASO
Grande coruja Horned GHOW
Snowy Owl NEVE
Coruja-buraqueira BUOW
Coruja barrada*BDOWBADOBarn Owl BNOW
Coruja Orelhuda LEOW
Coruja Orelhuda Curta SEOW
Coruja afiada do norte NSWO
Falcão Noturno Menor LENI
Nighthawk comum CONI
Antillean Nighthawk ANNI
Viúva de chuck-will CWWI
Chicote oriental-pobre-vontade EWPW Anteriormente, WPWI antes do qualificador & ldquoEastern & rdquo foi adicionado.
Chimney Swift CHSW
Violeta mexicana MEVI Como Green Violetear, anteriormente GRVE antes do hífen ser removido de & ldquoViolet-ear & rdquo, então GVIO antes da espécie ser dividida.
Manga de peito verde*GREMGNBMMartin GBMA de peito cinza
Beija-flor de bico largo*BBLHBBIHBeija-flor-de-barriga-amarela BUFH
Beija-flor-de-barriga-amarela*BUFHBBEHBeija-flor de bico largo BBLH
Joia da montanha de garganta azul*BLUHBTHHBeija-flor de cauda larga BTLHAnteriormente Beija-flor-de-garganta-azul
Beija-flor-de-garganta-rubi RTHU
Beija-flor-queixo-preto BCHU
Beija-flor da anna ANHU
Beija-flor Calliope CAHU
Beija-flor-de-cauda-larga*BTLHBTAHBeija-flor-de-garganta-azul BLUH
Colibri ruivo RUHU
Beija-flor de Allen ALHU
Martim-pescador com cinto BEKI
Pica-pau ruivo RHWO
Pica-pau-de-barriga-vermelha RBWO
Chupador de barriga amarela YBSA
Pica-pau felpudo DOWO
Pica-pau peludo HAWO
Pica-pau de crista vermelha RCWO
Northern Flicker NOFL BBL usa YSFL para Flicker com eixo amarelo
Pica-pau pileatado PIWO
Pica-pau bico de marfim IBWO
Olive-Sided Flycatcher OSFL
Wood-Pewee oriental EAWP
Flycatcher de barriga amarela YBFL
Acadian Flycatcher ACFL
Alder Flycatcher ALFL
Willow Flycatcher WIFL
Least Flycatcher LEFL
Flycatcher cinza GRFL
Flycatcher na encosta do Pacífico PSFL
Cordilleran Flycatcher COFL
Phoebe oriental EAPH
Phoebe de Say SAPH
Vermilion Flycatcher VEFL
Flycatcher de garganta cinza ATFL
Great Crested Flycatcher GCFL
Kingbird tropical TRKI
Kingbird do sofá COKI
Kingbird ocidental WEKI
Kingbird oriental EAKI
Kingbird cinza*GRAK Great Kiskadee GKIS, Green Kingfisher GKIN
Flycatcher com cauda em tesoura STFL
Flycatcher de cauda bifurcada FTFL
Picanço-cabeçuda LOSH
Picanço-do-Norte*NSHR Northern Shoveler NSHO
Vireo de olhos brancos WEVI
Bell's Vireo BEVI
Vireo-de-garganta-amarela YTVI
Vireo de cabeça azul BHVI
Warbling Vireo WAVI
Philadelphia Vireo PHVI
Vireo de olhos vermelhos REVI
Vireo de bigode preto BWVI
Jay Azul BLJA
Corvo Americano AMCR
Peixe Corvo FICR
Corvo Comum CORA
Cotovia com chifres HOLA
Martin Roxo PUMA
Andorinha*TRES Trompetista Swan TRUS
Andorinha Verde-Violeta VGSW
Andorinha de asa áspera do norte NRWS
Andorinha*PROIBIÇÕES Barn Swallow BARS, Bahama Swallow BAHS
Andorinha do penhasco CLSW
Andorinha da Caverna CASW
Andorinha de celeiro*BARES Banco Andorinha BANS, Bahama Andorinha BAHS
Carolina Chickadee CACH
Chickadee de chapéu preto BCCH
Titmouse Tufted TUTI
Pica-pau-cinzento RBNU
Pica-pau-cinzento WBNU
Pica-pau-cinzento BHNU
Trepadeira marrom BRCR
Carolina Wren*CARW Canyon Wren CANW, Cactus Wren CACW
Wren de Bewick BEWR
Carriça doméstica HOWR
Winter Wren WIWR
Sedge Wren SEWR
Marsh Wren MAWR
Gnatcatcher cinza-azulado BGGN
Reizinho de coroa dourada GCKI
Kinglet com coroa de rubi RCKI
Wheatear do norte NOWH
Bluebird oriental EABL
Pássaro azul da montanha MOBL
Paciência de Townsend PARA ENTÃO
Veery VEER
Tordo de bochechas grisalhas GCTH
Tordo de Bicknell BITH
Tordo de Swainson SWTH
Tordo eremita HETH
Tordo WOTH
American Robin AMRO
Thrush variado VATH
Catbird Cinzento GRCA
Mockingbird do Norte NOMO
Sage Thrasher SATH
Brown Thrasher BRTH
Starling Europeia EUST
Alvéola Branca WHWA
Pipit americano AMPI
Pipit de Sprague SPPI
Cedar Waxwing*CEDW Cerulean Warbler CERW
Lapônia Longspur LALO
Longspur de coleira castanha CCLO
Longspur de Smith SMLO
Snow Bunting SNBU
Toutinegra de Bachman BAWA BBL não fornece código
Toutinegra de asa azul BWWA
Toutinegra de asa dourada GWWA
Tennessee Warbler TEWA
Toutinegra de coroa laranja OCWA
Toutinegra de Nashville NAWA
Parula do Norte NENHUMA PA
Toutinegra amarela YEWA Anteriormente YWAR devido ao conflito com a Alvéola Amarela (agora chamada de Alvéola Amarela Oriental)
Toutinegra-do-lado-da-castanha CSWA
Magnolia Warbler MAWA MacGillivray's Warbler MGWA
Cape May Warbler CMWA
Toutinegra-de-garganta-negra BTBW
Toutinegra amarela YRWA
Toutinegra cinza de garganta negra*BTYW Toutinegra verde de garganta negra BTNW
Toutinegra Verde-de-garganta-negra*BTNW Toutinegra cinza de garganta preta BTYW
Toutinegra de Townsend TOWA
Blackburnian Warbler*BLBW Blackpoll Warbler BLPW
Toutinegra de garganta amarela YTWA
Toutinegra de pinheiro PIWA
Toutinegra de Kirtland KIWA
Toutinegra da pradaria*PRAW Toutinegra protonotária PROW
Palm Warbler PAWA BBL usa YPWA para Yellow Palm Warbler e WPWA para Western Palm Warbler
Toutinegra-peito-louro BBWA
Blackpoll Warbler*BLPW Blackburnian Warbler BLBW
Toutinegra Cerulean*CERW Cedar Waxwing CEDW
Toutinegra preto e branco BAWW
Redstart americano AMRE
Toutinegra protonotária*PROA Prairie Warbler PRAW
Toutinegra comedor de vermes WEWA
Swainson's Warbler SWWA
Ovenbird FORNO
Waterthrush do norte NOWA
Louisiana Waterthrush LOWA
Kentucky Warbler KEWA
Toutinegra de Connecticut*CONW Colima Warbler COLW
Toutinegra de Luto MOWA
Toutinegra de MacGillivray*MGWA Magnolia Warbler MAWA
Yellowthroat comum COYE
Toutinegra Capuz HOWA
Wilson's Warbler WIWA
Toutinegra canadense CAWA
Chat de peito amarelo YBCH
Towhee de cauda verde GTTO
Towhee manchado SPTO
Towhee oriental EATO
Pardal de cassin CASP
Pardal de Bachman*BACS Baird's Sparrow BAIS
American Tree Sparrow ATSP
Chipping Sparrow CHSP
Pardal cor de argila CCSP
Pardalzinho FISP
Vesper Sparrow VESP
Lark Sparrow LASP
Lark Bunting*LARB Lazuli Bunting LAZB
Savannah Sparrow*SAVS Sagebrush Sparrow SAGS, Saltmarsh Sparrow SALS
Pardal gafanhoto GRSP
Pardal de Henslow HESP
Pardal de Le Conte LCSP
Sparrow de Nelson NESP Anteriormente NSTS para Nelson's Sharp-tailed Sparrow
Pardal do Pântano Salgado*SALS Sagebrush Sparrow SAGS, Savannah Sparrow SAVSAnteriormente SSTS para Saltmarsh Pardal-de-cauda-afiada
Pardal à beira-mar SESP
Fox Sparrow FOSP
Pardal da Canção SOSP
Lincoln's Sparrow LISP
Pardal do Pântano SWSP Storm-Petrel SSTP de Swinhoe
Pardal-de-garganta-branca WTSP
Harris's Sparrow HASP
Pardal-de-coroa-branca WCSP
Pardal-de-coroa-dourada GCSP
Junco de olhos escuros DEJU BBL usa SCJU para Junco cor de ardósia
Tanager de verão SUTA
Scarlet Tanager SCTA
Tanager Ocidental WETA
Cardeal do Norte NOCA
Grosbeak de peito rosa RBGR
Grosbeak de cabeça preta BHGR
Grosbeak Azul BLGR
Lazuli Bunting*LAZB Lark Bunting LARB
Indigo Bunting INBU
Bunting Pintado PABU
Dickcissel PAU
Bobolink BOBO
Melro-de-asa-vermelha RWBL
Meadowlark Oriental EAME
Meadowlark Ocidental NÓS EU
Melro-de-cabeça-amarela YHBL
Rusty Blackbird RUBL
Melro de Cerveja BRBL
Grackle Comum COGR
Grackle com cauda de barco BTGR
Shiny Cowbird SHCO
Cowbird-de-cabeça-vermelha BHCO
Orchard Oriole OU OU
Bullock's Oriole BUOR
Baltimore Oriole BAOR
Scott's Oriole SCOR
Brambling BRAM
Pine Grosbeak PIGR
Passarinho roxo PUFI
Finch doméstico HOFI
Red Crossbill RECR
Crossbill de asa branca WWCR
Redpoll comum ESSENCIAL
Pine Siskin PISI
Pintassilgo LEGO
Pintassilgo americano AMGO
Noite Grosbeak EVGR
Pardal HOSP

A tabela a seguir lista uma amostra de códigos que são definidos para formas que não são espécies. Veja as fontes originais para outros.


Nomes de bebês que evocam a cor amarela

  • Âmbar: Um lindo nome de pedra preciosa inspirado na seiva fossilizada de uma árvore amarelo-ouro freqüentemente usada como joia. Os Ambers famosos incluem a modelo Amber Rose, a atriz Amber Tamblyn e a heroína do livro infantil Amber Brown.
  • Juane: Uma variação do espanhol Juan, Juane se assemelha à palavra francesa para & quotyellow, & quot jaune.
  • Marigold: Um nome ensolarado de flor dourada, Marigold tem um pedigree nobre, tendo sido escolhido por Sir Winston Churchill como o nome de sua terceira filha e por Downton Abbey& aposs Lady Edith como o nome de seu filho.
  • Primavera: O nome suave e recatado da irmã mais nova de Katniss Everdeen & aposs é uma flor e uma cor amarela suave freqüentemente encontrada nas pétalas de prímula.
  • Açafrão: Não é apenas um tempero de cozinha, Saffron é o nome de um personagem do programa de TV britânico Absolutamente fabuloso. O nome também foi escolhido pelo cantor do Duran Duran Simon Le Bon para sua filha.
  • Ensolarado: O nome alegre escolhido por Adam Sandler para sua filha Sunny Madeline e por Lemony Snicket para sua personagem Sunny Baudelaire, o bebê da família retratada em Uma série de eventos infelizes.
  • Xanthe: Às vezes usado como um nome para a deusa Deméter, este nome grego, pronunciado "ZAN-ti", significa literalmente "dourado ou amarelo". As variações incluem Xantha, Zanthe, Xanthia e Xanthipe. Talvez apropriadamente, uma vez que o nome soa um pouco sci-fi, um dos usos mais proeminentes do nome Xanthe (sans the & quote & quot) é no escritor de fantasia Piers Anthony & aposs Xanth romances. Outro nome relacionado a Xanthe pode ser encontrado no personagem Xanthippe Voorhies em The Unbreakable Kimmy Schmidt.
  • Xanthus: Sometimes spelled "Xanthos," this unusual (and thoroughly Greek) name is shared by a Greek philosopher, Achilles&apos horse, and the god Apollo�use what self-respecting god goes by just one name?


Unprotected Species

Eurasian Collared Dove

Eurasian Collared Dove

  • Narrow black collar on nape of neck
  • White, squared tail underside
  • Pale gray body, black bill, red irises

Rock Dove (Rock Pigeon)

Rock Dove

  • Large plump body, small head
  • Gray, brown or white
  • Common in cities and ranches


Oklahoma Birds Directory

The Sutton Center sponsors a discussion list (listserv) for those interested in Oklahoma birds. If you have an e-mail address, and you are interested in Oklahoma birds and birding, then the OKbirds listserv is for you.

What is a listserv?

It’s basically a loose network of e-mail users interested in a particular subject, in this case Oklahoma birds and birding. Once you are subscribed (it’s free) you will be able to send a bird-related question, observation, or message to a single address, and it will quickly and automatically be delivered to all other subscribers to the list. Any replies to your message will also be delivered to all subscribers.
What is the purpose of OKbirds? The OKbirds listserv provides a forum for questions, answers, and discussions about Oklahoma birds and birding. It allows subscribers a quick and efficient way of reaching a large number of people who are interested in birds. Post your questions, interesting observations, directions to good birding sites or rare birds, etc.

How do I subscribe?

To subscribe, send a message from the e-mail account you wish to use for your subscription with “subscribe OKbirds your name” (your first and last name, or first initial and last name, not your email address) as the only thing in the message body to [email protected] Subscriptions will generally be processed within 48 hours. You will receive confirmation and further instructions once you are added. You may also unsubscribe at any time.

Example message to subscribe: subscribe OKbirds John Doe

What else do I need to know?

Access to this listserv is owner-controlled, meaning that new subscribers must be added by the list owner. Only subscribers to the list will be able to post messages to it, not advertisers. The listserv is being administered at the University of Oklahoma and will be kept “hidden.” These three steps are taken so advertisers or others not subscribing to the list will not be able to obtain information about you. The list owner can also unsubscribe problem addresses. Further instructions for posting messages, list etiquette, unsubscribing, etc., will be e-mailed to you once you are added as a subscriber.

Photo collection
The photo collection below was submitted primarily by OKbirds susbscribers. Good photos of birds taken in Oklahoma may be submitted to the Sutton Center for possible inclusion in this collection. Please specify your name, your willingness to have your photos included here when you submit photos, and include the date each photo was taken as well as the location, at least to the county level. We are especially interested in receiving photos of species not yet inlcuded in this collection, and species that are rare in Oklahoma. The Sutton Center cooperates with the Oklahoma Bird Records Committee (OBRC) of the Oklahoma Ornithological Society. The OBRC maintains ornithological records pertaining to Oklahoma, and photos submitted to this photo gallery, particularly those of birds rare in Oklahoma, may be shared with this committee and may also appear on the OBRC website.

Anhinga


Name of This Black and White Dove - Biology

Nome comum: Bald-Faced Hornet
Nome científico: Dolichovespula maculata

(Information for this species page was gathered in part by Ms. Jessica Kaczor for Biology 220W at Penn State New Kensington in Spring 2011)

The bald-faced hornet (Dolichovespula maculata) is a large, black and white colored, social wasp that is found throughout North America. It is not a true “hornet” because that term is specifically used to describe wasp species in the genus Vespa, but, instead, it is a member of the “yellowjacket” group (in spite of its very un-yellowjacket-like colorations!). The bald-faced hornet has many other common names including the “white-faced hornet,” the “white-tailed hornet,” the “bald-faced yellowjacket,” the “blackjacket,” and the “bull wasp.”


Image credit: P. Namek, Wikimedia Commons

The bald-faced hornet ranges in length from three quarters of an inch to just over an inch. Queens are in the larger portion of the size range, and Workers are in the shorter section of the size range. The bald-faced hornet has a black, relatively hairless body with white patches on its face and thorax and three distinctive white stripes around the end of its abdomen.

Nests
The bald-faced hornet lives in a colonial nest constructed of woody materials that have been chewed and mixed with saliva to form a gray, papery material. The nests are typically located in dense branches high in the canopy of a tree. They are constructed of multiple layers of hexagonal combs all encased in about two inches of protective paper. There are air vents in the upper portion of the nest that allow excess heat to leave the nest. The nest begins as a very small structure but grows through the summer as the colony of bald-faced hornets gets larger and larger. A nest at the end of the summer may be a football-shaped globe that is two feet high and a foot and a half across. A nest at its maximum may house one hundred to four hundred wasps. All of the individuals in the colony are the offspring of the founding Queen.

Inside the colony are numerous “Worker” wasps. These individuals are non-fertile females that do the food gathering, larvae and pupae maintenance, nest building and repair, and protection. The Queen, then, is left free to exclusively lay eggs and generate new individuals for the colony.

Colony Life Cycle
The colony begins in the spring when a Queen emerges from her winter hibernation. The Queen builds a small nest in a protected location high in a tree and lays a batch of eggs. These eggs develop into the first cohort of Workers who take over the functioning of the nest so that the Queen can concentrate on her egg production. During the summer the nest will be greatly expanded by the activities and efforts of the steadily increasing numbers of Workers. Toward the end of the summer the Queen will lay two special types of eggs. The first will be, like the Workers’ eggs, fertilized eggs that will develop into females, but these females will be fertile (i.e. will be potential Queens). The second group of eggs will be unfertilized eggs. These eggs will develop into fertile males. The maturation and emergence of the new Queens and the fertile males marks the end of the functioning of the colony. These emergent adults leave the nest, mate, and the fertilized Queens only then overwinter and then begin their colony cycle all over again in the following spring.

Worker Activity
Workers are very active outside the nest during the daylight hours of the summer. At night, they are active inside the nest caring for the larvae and pupae, and repairing and expanding the structure of the nest. During the day there is a constant flow of Workers in and out of the nest. These Workers are bringing food into the nest (flower nectar, fruit pulp, tree sap, and a great variety of insects (especially dipterans!) upon which they prey. Larvae are fed a rich mash of crushed up insects gathered by and fed to them by the Workers.

Ecological Impacts
In the process of seeking out flower nectars, the bald-faced hornets may be contributing to the spread of pollen from flower to flower and thus may act as a catalyst in the reproductive cycle of many plants. The fact, though, that these wasps have very smooth bodies (as described by the “hairless” or “bald” adjectives in a number of their common names) means that very little pollen actually sticks to their bodies. They are thought to be a much less effective pollinator species than say the much hairier honeybee or bumblebee.

The impact of these bald-faced hornets on other insect populations, though, may have great ecological and even human significances. They prey avidly on a wide range of insects but seem to be especially fond of various species of dipterans. Deer flies and horseflies are an optimal prey size, and I have observed swarms of bald-faced hornets taking these biting dipterans in very large numbers.

Stingers
Bald-faced hornets have modified ovipositors on their abdomens that function as “stingers.” These stingers are extremely smooth and so can be injected into a target and withdrawn without any damage to the stinger or to the abdomen of the wasp. The consequence of this is that a bald-faced hornet can repeatedly and without damage to itself sting a target organism and potentially inject it with a large amount of venom. The venom is a complex mix of proteins that are capable of stimulating pain nerve receptors in a target organism. These proteins can also trigger inflammatory and even allergic reactions in the wasp’s target. Bald-faced hornets are also able to eject this venom from their ovipositors and can spray this toxic mixture into the faces (especially the eyes) of any nest predator that disturbs the colony.

Nest predators include skinks, raccoons, and foxes. These mammals rip open bald-faced hornet nests to feast on the larvae and pupae. Humans, usually inadvertently, may also disturb bald-faced hornet nests and can receive a vigorously aggressive response by venom rich Workers. Many birds consume bald-faced hornets as do spiders, frogs and large, predaceous insects like praying mantises.

/> Este site está licenciado sob uma Licença Creative Commons. Veja os termos de uso.


Assista o vídeo: O símbolo da Pomba (Dezembro 2021).